Data

Animação


"Não tolere o que a Bíblia reprova" (Gilvan, 15.05.2005)

domingo, 22 de abril de 2018

Ventos Contrários


O Senhor sempre cuida de nós e de nossas necessidades. Mesmo passando por desertos, a Mão do Senhor nos fortalece.
É normal passaremos por várias tempestades, ventos contrários, mas mesmo assim, não há razão para murmurar, reclamar e exigir algo de Deus; como se ele fosse o "gênio da lâmpada mágica".
Jesus sabe tudo o que enfrentamos, embora nós não saibamos nem o porquê,   nem até quando.
Tenho aprendido as lições que a vida tem para mim; e isso me leva a apenas aceitar e procurar a viver o "para que" de tal situação ou problema.
Nenhum evento será surpresa para o Senhor porque Ele é 0 Senhor do tempo, da Vida e da Benção.
Jesus tinha uma Vida de oração, de intimidade com o Pai. E como Ele orava!.
Através de Sua Vida, aprendemos que mesmo em comunhão com o Pai não estamos isentos de "ventos contrários", de ondas agitadas (Mt 14:24).
As dificuldades, problemas não podem e não devem impedir nossa correta visão do Senhor, que no momento mais difícil, saberá nos socorrer.
Jesus está indo ao nosso encontro agora. Hoje o nosso milagre vai chegar. Mas para que isso aconteça, devemos exercitar a nossa fé, colocando-a em ação.
Isso começa quando cremos que tudo está debaixo do controle do Senhor. Ele sabe até onde podemos suportar as ondas agitadas e o vento contrário.
No momento exato, Cristo irá nos socorrer; confia nEle.
A exemplo dos discípulos, quando olhamos as circunstâncias nossa fé vacila e começamos a "afundar"; e afundamos mesmo, literalmente, em todos os sentidos.
As forças contrárias a nós, o forte vento, a tempestade, abalam a estrutura do nosso ser e querem nos desviar da Palavra de Deus.
Mas estamos sendo desafiados pelo Senhor a permanecer firme, crendo no Agir dEle.
Não estamos jogando na vida; não estamos sozinhos. Não somos vítimas das circunstâncias e nem precisamos nos sentir "uma mola encolhida".
Os ventos podem ser fortes para nós, mas não o são para o Senhor.
O Senhor é Deus muito além de nossa compreensão...
Ela dá ordem ao mar, ao vento, a tempestade...
Que poder!
Não tenha receio de chamar pelo Senhor na hora mais difícil. Faça como Pedro: "Salva-me Senhor".
Esse é o grito que nos traz salvação; é quando toda nossa força, esforço e confiança e experiência não significam nada diante do mar da vida...
Só nos resta o Senhor, que nunca nos desamparará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário