Data

Animação


"Não tolere o que a Bíblia reprova" (Gilvan, 15.05.2005)

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Alimento Bíblico Semanal 24: O Ministério do Apóstolo Paulo – Parte III: Inicio de um Avivamento


          Na primeira carta de Paulo aos Coríntios, ele liberou palavras que geraram vida e repreendeu duramente os erros e atitudes dos irmãos. No capítulo 5 dessa primeira carta Paulo começa escrever sobre um informe recebido de imoralidade e a recusa dos dirigentes da igreja local em disciplinar o culpado.
          O pecado exato cometido por esse membro da igreja de Corinto, não está claro no texto, mas o texto mostra que havia um envolvimento sexual do pecador, desse “cristão nominal” com sua madrasta. Isso mesmo, na igreja de Corinto havia de tudo, disputa por posições, por comida – até mesmo sexo ilícito entre parentes.  Que tragédia!...        
          Paulo declara que a igreja, sendo um povo santo que serve ao Deus Santo e Zeloso, não deve permitir nem tolerar imoralidade entre os seus membros. Podemos apresentar cinco razões para a igreja disciplinar um membro culpado, e essas razões também devem ser aplicadas nos dias de hoje:
  • a)    Para mostrar a permissividade da igreja (v.1). A igreja de Corinto estava vivendo sem regras, onde todos podem tudo. Paulo ficou horrorizado com a tolerância da igreja em permitir tal imoralidade em seu meio. Essa omissão é mais grave que o pecado da pessoa. Muitas igrejas na atualidade toleram e silenciam sobre a imoralidade entre seus membros; adultério, fornicação e intimidades no namoro não são reprovados – e a juventude vive no padrão do inferno. Alguns “líderes” até justificam tais intimidades, alegando compromisso mútuo e que ninguém compra um carro sem primeiro fazer “teste drive”. Não importa o que vão pensar de mim, eu não preciso ser reconhecido por ninguém, mas tenho falado abertamente, na minha classe de jovens na Escola Bíblica, à Luz da Bíblia, em nome de Cristo, sobre a prática do namoro imoral entre a juventude
  •  b)    Para evidenciar a presença do Espírito Santo (v.2). A reação normal de uma igreja que caminha na dimensão do Espírito, em caso de imoralidade, ou de qualquer outro pecado, deve ser uma reação de tristeza, de arrependimento e de necessidade de restauração. O conceito bíblico de santidade indica aversão ao pecado. Precisamos remover do nosso meio a iniqüidade. A imoralidade é só mais uma manifestação da presença do velho homem na igreja.
  • c)    Para o bem do culpado (v.5). A exclusão serve como um alerta e indica a necessidade de perdão e restauração;
  • d)    Para manter a pureza da igreja (v. 6 à 8). Tolerar a iniqüidade é rebaixar o padrão moral dos que estão em processo de santificação;
  • e)    Para superar o padrão do secularismo e mundanismo.  A igreja carnal de corinto estava vivendo em um padrão inferior aos mundanos e como ela poderia anunciar o evangelho sendo semelhante ao mundo em suas práticas?  
          No período em que Paulo censurou duramente a Igreja de Corinto, Tito, um de seus cooperadores, empreendeu uma viagem à região da Macedônia e Acaia e então chegou a Corinto. Paulo ficou aguardando o retorno desse seu cooperador na expectativa de saber qual foi a reação dos coríntios à sua primeira epístola. Ao que parece, em II Co 2:12-13, e 7:5, o apóstolo procurou por Tito de cidade em cidade, até encontrá-lo na Macedônia.
        Esse encontro possibilitou que Paulo fosse consolado por Deus, que conforta os abatidos (II Cor 7:6). Então com o consolo que recebera da parte de Deus, ele queria consolar os coríntios (II Cor 1:3-5). Em 11 capítulos dessa epistola, Paulo relata o quanto sofreu por essa igreja.
          Precisamos servir aos irmãos como dizemos servir ao Senhor Jesus e se fizermos alguma coisa errada, não devemos permanecer no erro. Busquemos a Luz do Senhor e nos arrependamos logo.
         Quando o arrependimento é genuíno, ela transforma a pessoa. Precisamos de arrependimento para que possa ocorrer o tão esperado avivamento em nossas vidas e igreja. O que temos presenciado hoje, no Brasil, são inícios de despertamento, mas o verdadeiro avivamento ainda está um pouco longe, enquanto for pregado tudo nos púlpitos, menos a Palavra de Deus. Somente um retorno à Palavra, à Oração e à Santidade de Deus garantem um verdadeiro avivamento.  Assim como o relato escrito do Avivamento de Gales levou o povo a orar em 1905, que também a verdadeira história do Avivamento Azusa em 1906, há muito tempo esquecida e incompreendida, atinja o mesmo propósito hoje: Corações famintos por Deus em todo lugar.
          Quando o Avivamento vier provocará na nação brasileira uma onda de arrependimento, caracterizado por cinco atitudes essenciais na vida do cristão:
1º.  Um cristão que ora;
2º.  Um cristão que estuda a Bíblia;
3º.  Um cristão que jejua;
4º.  Um cristão que vigia;
5º.  Um cristão que vive e anuncia o Evangelho.
          Orar para priorizar a importância de ter um momento a sós com Deus em comunhão com Ele e pedir a direção de Deus em tudo o que fizermos. Estudar a Bíblia para conhecer plenamente ao Senhor Jesus, Único, Maravilhoso, Incomparável. Nesse momento de dificuldade na vida de alguns filhos de Deus e da promessa de grande avivamento na Igreja de Jesus, devemos orar e jejuar pelos nossos líderes espirituais com a igreja primitiva fez pelos seus apóstolos (II Cor 6: 4 à 5). O jejum move o coração de Deus se for feito em conformidade com Sua Palavra. Vigiar para não dar ocasião nem ao mundo, nem a carne e nem ao diabo. Anunciar com ousadia a Palavra de Deus, conforme o apóstolo Paulo fazia, reconhecendo isso como uma obrigação, um dever (I Cor 9:16)
  •  Afirmativa-Chave: Está na hora de tomar uma atitude e buscar o avivamento.
  • Pergunta Padrão: Será que temos vivido nossos dias como uma sucessão de atividade mundanas? Precisamos semear a Palavra de Deus e anunciar o senhorio de Cristo que veio libertar os cativos e destruir as obras do diabo. Sejamos canais de libertação!

Unidos na mesma unção, na esperança da salvação.
Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (I Tes 5:23)
Itabuna-Bahia 16.04.2012 (05h35min)
[gilvansilva00@hotmail.com; (73) 9191-0910; 8848-3714; 9995-4551]
Siga-me no Twitter: http://twitter.com/Gilvan1973_BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário