Data

Animação


"Não tolere o que a Bíblia reprova" (Gilvan, 15.05.2005)

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Falar e Agir pelo Senhor II

*Falar e Agir pelo Senhor II* 

 _Certamente nós cristãos devemos ter os olhos voltados para o mundo que há de vir, novos céus e a nova terra - alegria eterna_ (II Pe 3:13-14). 

Jesus já nos preparou “um lugar” (Jo 14:1 à 4), mas para esse lugar ser nosso por direito, *precisamos amar ao Senhor Jesus acima de tudo e de todos, cuidar dos interesses de Deus e decidir negar a nós mesmos e tudo que este mundo pode oferecer (Hb 11:24 à 27)*. 

E satanás, nosso arqui- inimigo, trabalha com duas estratégias bem definidas: 

♢1°- _na vida das pessoas ele quer fazê-las incrédulas por todo o tempo, para que nunca venham a crer em Cristo como único e suficiente Salvador pessoal_ 

♢2° _Na vida dos cristãos, ele quer fazê-los fixar suas raízes nesse mundo, para que sejam conformados a suas regras, até que acabem por amá-lo (I Jo 2:15 à 17)_

Precisamos ter em mente que nessa segunda estratégia ele tem obtido êxito devido a sua eficácia e *alguns têm perdido a rota, ficando pelo caminho ou se envolvendo de forma demasiada com os "negócios dessa vida", como se isso tudo fosse normal e se esquecem que a eternidade um dia chegará; e prestaremos conta do que dizemos ter feito para o Senhor (I Co 3: 9 à 20)*

*Não basta fazermos as coisas para Deus, temos que ter a aprovação de Deus (II Sm 6:5-10)*. 

_Quando o nosso inimigo consegue atingir seu intento, ficamos como os incrédulos que simplesmente estudam, fazem cursos, trabalham, ganham dinheiro, viajam e “curtem a família” e acham tudo normal_    

*Precisamos encarar a Bíblia como o padrão de Deus para nos ajudar a ter o viver santo e feliz na Unção do Espírito Santo (Mt 22:29)*. 

Temos a intenção de partilhar o Espírito e a Vida que estão presentes na Palavra de Deus – certamente o Espírito Santo Estará conosco todos os dias. *Porque as coisas de Deus têm quer ser feitas com descaso?* 

_É hora de assumirmos um compromisso novo com o Senhor_. 

 *Penso que sem conhecimento e vivencia mais profundos da Palavra, nossa intimidade com Deus também se torna superficial*, _e pior, pragmática, onde a relação com Ele é apenas na base de trocas e interesses, vivendo uma teologia da retribuição, ou seja, o homem busca a Deus na esperança de receber algo da parte Dele em troca de algum propósito_ Paulo orienta o jovem pastor Timóteo dizendo: _“Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus. 

E o que de minha parte ouviste através de muitas testemunhas, isso mesmo transmite a homens fiéis e também idôneos para instruir a outros (II Tm 2:1-2)_. 

*Será que já recebemos muita graça da parte do Senhor e já temos condições de fortificar a muitos?* 


Paulo ministrava ensinamentos saudáveis e profundos, e quem os recebia devia ser fiel para passá-los adiante. 

*Na Igreja precisamos da Presença de Jesus e da Palavra de Deus; o Poder e a Palavra precisam caminhar juntos – em equilíbrio* 

_*Infelizmente, vivemos nos extremos – muito poder e nenhuma Palavra, ou muita Palavra e nenhum Poder*_. 

 Uma orientação pessoal que mudará nossas vidas: *"Quando, pelo Espírito invocarmos o nome do Senhor e a Sua Palavra passar a ser nosso alimento diário – cresceremos em vida aqui nesse mundo"*. 

Em João 6:63 o Senhor Jesus nos fala: _“O espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida_”, por isso precisamos apender a viver nessas Palavras.

 _Quando estou ministrando em algum lugar, ou escrevendo essas meditações para postar nesse grupo me sinto útil ao Senhor_; *devemos ser fiel ao nosso chamado no Senhor e ouvir a Palavra de Deus a fim de praticá-la*; isso gerará fé em nossos corações,  "de sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus"(Rm 10:17) 

*A Palavra que ouvimos deve ser como o pão da vida a nos alimentar*. 

_Esse “pão” (Jesus) deve fazer parte de nossa constituição, de nossa vida (Jo 6:48, 57)_. 


Todos devemos ser capazes de falar e agir pelo Senhor. Sejam abençoados n`Ele. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário