Data

Animação


"Não tolere o que a Bíblia reprova" (Gilvan, 15.05.2005)

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Estudo I – O Sono da Fuga (Jonas 1:4-6).

  • Deus comissionou Jonas para uma missão especial (Jn 1:1-2):
  •  Falar para Nínive, capital da Assíria, a Mensagem de Deus sobre o Juízo Divino que estava para se abater sobre ela em conseqüência de seus muitos pecados (v.2); 
  • Jonas resolve fugir para Társis (v.3) (sul da Espanha, próximo a Gibraltar, 3200 Km a oeste da Palestina):
  •  É o lugar mais remoto em relação à Terra Santa em direção oposta a Nínive;
  •  Társis é um símbolo da fuga de Deus e de si mesmo;
  • Seja qual for a distância ninguém consegue fugir da Presença do Senhor (Sl 139:7-12)
  • Jonas tinha consciência da ameaça que os ninivitas representavam (nazistas daquela época) pirâmides de crânios humanos, meninos e meninas queimados vivos, homens esfolados, mulheres cativas;
  • Jonas foi um profeta do Reino do Norte (Depois da Teocracia, o povo de Deus se divide em Reino do Sul [Judá] e Reino do Norte [Israel]) e sabia que sua nação odiava os assírios, inimigo mortal de Israel;   
  • A missão precisa ser forjada pela reflexão de nossas mentes, há de ser medida pelos nossos corações, e finalmente, ser executado por nós;
  • A tempestade fazia parte do plano de Deus para resgatar Jonas em sua fuga;
  • Fugir de Deus é sempre ir pra baixo: Desce à Jope e toma um navio;   Desce uma pouco mais, vai para o porão do navio e dorme e sono da fuga.
  • Jonas, em sua desobediência, nada ouve;
  • Ele fechou os “ouvidos espirituais” ao clamor da alma humana;
  • Todos do navio tinham algum tipo de crença, tinham religiosidade (v.5), porém, sem conhecimento do Verdadeiro Deus 
  • Jonas apenas dorme. Que insensibilidade – fruto do afastamento de Deus e da missão;
  • Ele cometeu o que eu e você cometemos freqüentemente: naufrágio na fé (I Tm 1:19);
  • O mestre do navio (um ímpio) questiona a atitude de Jonas;
  • Às vezes construímos muros de indiferença, quase impenetráveis, mas Deus nunca desiste de nós. Ele não desistiu do profeta “fujão”;
  • Deus usará tempestades, ímpios, monstros marinhos, vento oriental, seja lá o que for para nos sacudir, para nos acordar (do sono espiritual – Rm 13:11), para nos ensinar, nos convencer que obedecer é a melhor opção (I Sm 15:22);
  • Deus fará tudo por você, moverá céus e terra com o Seu Poder;
  •  Jonas é o símbolo de alguém que quer permanecer deitado, adormecido em si mesmo e no seu comodismo. Seu modo de vida lhe é útil e não precisa de mudanças. Ele prefere ficar com seus preconceitos, fugindo de si mesmo e de seu chamado; 
  • Ir a Nínive significa: Ir ao encontro de si mesmo. Ir ao seu interior: revendo conceitos e valores. Ir ao encontro de seus inimigos. Voltar ao primeiro amor. Cumprir sua missão, primeiro para consigo mesmo, depois para com o outro;
  •  O profeta não queria cumprir sua missão por que:  Tinha uma visão errada sobre o amor de Deus para com todos os povos; Não queria que o Senhor tivesse misericórdia de nenhuma nação, exceto Israel; Reflita sobre alguma situação em que você tenha “fugido” de Deus para não lhe obedecer!

Ø  Escola Bíblica Dinâmica (EBD) – II Semestre 2008
Ø  Tema do Semestre: Mergulho no Ser - Estudos no livro de Jonas
Ø  Igreja Batista Teosópolis. Gilvan Silva Santos, servo do Deus Altíssimo em espírito, alma e corpo (gilvansilva00@hotmail.com; 73 8848-3714; 9995-4551; 9191-0910)


    Nenhum comentário:

    Postar um comentário